A Oração!

A Oração

Queridas amigas, estou lendo um livro sobre diários de meditações de irmãos, os quais já estão com o Senhor. Tendo em vista que cada um deles tinha seu tempo de oração em conjunto da leitura, parei para meditar em I Ts. 5:17.

Como seria possível "orar sem cessar, ou seja, continuamente?

Será que isso significa que não posso ler um livro ou jornal, porque é necessário estar em oração?

Não é permitido fazer qualquer coisa a não ser orar?

Encarar o versículo dessa maneira seria uma ordem impossível de ser obedecida. Creio, firmemente, porém, que há um significado nele. Para mim, a ordem significa que deve-se estar o tempo todo tão consciente da existência de Deus e perceber com tanta intensidade a Sua presença que a distância entre um desejo súbito de falar com o Senhor e o ato de falar com Ele é mínima… Sinto que implica em estar tão próximo à realidade de Sua presença ao nosso lado que conversamos naturalmente com Ele (na mente é claro), assentados na cadeira do dentista, na sala de espera de um consultório médico, dirigindo um carro, um trator, esperando um avião, ônibus, ou conversando com alguém que recebeu uma má notícia. Existem tantas circunstâncias nas quais podemos praticar a oração, quer seja curta, longa ou muito longa.

(Efésios 6:18, Jó 27:10, Salmos 119:20 e 34:1,).

A conversa com Deus diariamente é o que entendo que o versículo queria dizer ao mandar que nós oremos continuamente. Devemos exercitar os nossos "músculos da oração”. Nenhum atleta de salto de altura começa saltando dois metros, mas inicia com uma dimensão mais baixa de modo que com o tempo alcança uma distância maior.

Que estejamos conscientes da nossa dependência de Deus a cada momento.

Cada vez que percebermos uma necessidade...intercessão.

Cada vez que percebermos o pecado...confissão.

Cada amanhecer...louvor.

Cada benção…gratidão.

Leia Filipenses 4:8 e 9.


Com amor.