Azenate - Esposa de José

Azenate  (Gn 41:45)

A esposa de José, que foi rejeitado por seus irmãos. Ele é uma imagem do Cristo rejeitado por Israel, que agora está exaltado no céu, à direita de Deus.

Azenate foi unida a José no momento de sua glorificação, sem ter compartilhado com ele os sofrimentos de sua rejeição. Em Gênesis 41, José está no auge de sua glória. O Faraó o coloca responsável sobre toda a terra do Egito. Ele o faz andar na segunda carruagem, e eles gritam diante dele: "Ajoelhai"! Nesses momentos, ele representa alguém maior do que ele mesmo: Cristo, a quem Deus fez Senhor sobre todo o universo depois de Sua ressurreição e ascensão, dando-lhe toda autoridade no céu e na terra (Mt 28:18; Atos 2:36).

A noiva, que o faraó deu a José, é também um belo exemplo da igreja, que olhando para a moralidade já está compartilhando a glória de Cristo à direita de Deus. Esta glória atual do Senhor Jesus como Filho do Homem é, por assim dizer, dada a nós antecipadamente (João 17:22). Corresponde ao que temos em Romanos 8:30 e em Efésios 1 e 2. Somos glorificados nele e esperamos estar com Ele.

Logo após José ter conseguido Azenate, ele retomou a conexão com seus irmãos em espírito de graça (Gênesis 1:45). Da mesma forma, após o Arrebatamento da igreja e o casamento do Cordeiro (Ap 19,7), o Senhor Jesus se dará a conhecer em glória a seus irmãos, os judeus fiéis do remanescente. Eles então olharão para Aquele "a quem traspassaram" (Za 12:10-14) e curvados se prostraram em genuíno arrependimento. Mas, antes deste momento, que abrirá o reinado do Reino Milenar (predito por Gênesis 47), a igreja, que como Azenate de sua família egípcia, é tirada das nações, compartilha da atual glória celestial do Senhor Jesus.

A esposa de José lhe deu à luz dois filhos. Seus nomes lembram o consolo que ele recebeu de tal descendência (Manasses significa "que faz esquecer" e Efraim "dupla fertilidade"), já que ele ainda estava separado de seu pai e rejeitado por seus irmãos. O quanto o Senhor aprecia o fato de que durante o tempo em que Ele é considerado morto por seu povo terreno, Ele tem uma noiva e uma nova família para alegrar seu coração. Que graça nós podemos estar entre aqueles que, depois de compartilhar a rejeição dEle, reinaremos com Ele (2 Tim 2:11,12)!

Traduzido por Loíde Bremicker

Original publicado em (https://haltefest.ch), Volume: 1999 - Autor:P. Diedrich

© da tradução em português: DLC – Depósito de Literatura Cristã -boasemente.com.br