Mãe da Humanidade

Queridas leitoras, como todas sabemos, o mês de março é acompanhado pelo Dia Internacional da Mulher (08.03), e porque não trazer uma meditação sobre a primeira mulher, esposa, mãe que encontramos na bíblia?

Estava meditando sobre ser mulher e mãe. Há várias mulheres e mães na Bíblia das quais poderíamos compartilhar, porém vamos começar com a primeira: Eva (“mãe de toda humanidade” Gn 3:20). Deus tem honrado a mãe com o cargo de ser a instrutora constante de seus filhos e isto está dentro da nossa responsabilidade de ser auxiliadora idônea (Gn 2:18). Hoje temos:

a) … a Bíblia com diversos exemplos de mães que foram auxílio ou empecilhos na vida de seus filhos.

b) … milhares de livros para nos ensinar como ser mães.

Eva, porém, não tinha tais meios para responder suas perguntas, não tinha amigas para compartilhar anseios, nenhuma mãe para estar ao lado no momento do parto ou uma irmã para poder confidenciar seus dilemas a ela. Como, mulheres ou mães, pensemos um pouco… Adão e Eva perderam muitas bençãos com o resultado da desobediência, incluindo o relacionamento conjugal perfeito, do qual desfrutavam (após o pecado, ela deixou de ter as delícias e oportunidades que antes tinha no jardim). Vemos através de Gênesis 3:16 a 19, que Deus mostra que nenhum homem ou mulher iria alcançar novamente a harmonia física, emocional ou espiritual, nos quais os dois vivenciaram. Não sabemos como ou quando, mas vemos Eva exclamando: “Com o auxílio do SENHOR tive um filho homem (Gn 4:1). Essa nova experiência da maternidade fez com que Eva criasse uma nova dependência de Deus, para que a auxiliasse com orientação nesta nova etapa de sua vida (Gen 4:25-26). Não temos muito mais a respeito da nossa primeira mãe, mas se meditarmos somente um pouco, veremos que ela não teve as facilidades de nossos dias. Algo me fez ver na vida de Eva, que ser mãe não está na responsabilidade de avós, bábas, creches ou professores (não descrimino jamais a ajuda de tais e sou grata por todos que tem o dom de ser professores, ainda mais como nos dias atuais),entretanto,  em primeiro lugar, cabe a mim ensinar aos meus filhos a conhecer o Senhor. Temos que instruí-los no caminho (Pv 22:6), ensinar com persistência em todo o tempo (Dt 6:7 a 9), pois não haverá presente melhor do que ver seus filhos andando na verdade (3 Jo 4). Olhem nos olhos de seus filhos e diga quanto os ama; sorria, deixem-nos ver que somos felizes; considere prudentemente as necessidades de seus filhos antes de seus próprios interesses; invista tempo ensinando, para que aprendam muitas coisas (música, esportes, artes, línguas). Não deixe seu filho ocioso. Leiamos os Provérbios e tiraremos dali muitos conselhos que nos auxiliarão nesta tarefa maravilhosa que é ser mãe. "Tudo o que sou, ou tenho esperança de ser, devo ao que foi minha mãe. Lembro-me de suas orações, que nunca me abandonam. Tem sido parte de minha vida” — Abraham Lincoln.

Quem sabe um dia ouviremos essas palavras por partes de nossos filhos.

 

Com amor. 

Miriam Ometto

Miriam Ometto